Header Ads

Header ADS

Witzel celebra PM e cobra ações de snipers em comunidades do Ri

O governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel (RJ) parabenizou o trabalho da Polícia Militar no encerramento de um sequestro a um ônibus na manhã desta terça-feira, na ponte Rio-Niteroi. Um sniper do Batalhão de Operações Especiais matou o criminoso e o governador cobrou que o mesmo possa ser repetido nas comunidades do Rio de Janeiro.

“Muitas pessoas não entendem o trabalho da polícia que, às vezes, tem que ser dessa forma. Se não tivesse abatido esse criminoso, muitas vidas não seriam poupadas”, disse Witzel — na última semana, seis jovens desarmados morreram em ações policiais ou por bala perdida em comunidades da capital fluminense.

O governador chegou de helicóptero à ponte Rio-Niterói logo após o fim do sequestro. Em entrevista no local, ele disse que que a decisão de atirar no sequestrador foi técnica e partiu da polícia que atuava na ocorrência. Também afirmou que colocou a secretaria de vitimização do governo à disposição dos reféns, que foram libertados sem ferimentos, e à família do sequestrador.

Witzel disse que entrou em contato com um familiar do criminoso, que pediu “desculpas à sociedade”. Ele acrescentou que o sequestrador teria transtornos mentais. Segundo a polícia, o homem teria registro de vigia, embora ainda não sabia se ele exercia esta profissão. O sequestrador carregava uma garrafa de gasolina e chegou a ameçar atear fogo no coletivo. A arma usada na ação era de brinquedo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.