Professor envia mensagens no WhatsApp com conteúdo sexual para aluna de 12 anos

Ela explicou que pegou o celular da filha e começou a mexer na conversa mantida com o docente. Após constatar que o conteúdo da conversa era impróprio, ela foi na delegacia para fazer a denúncia.

A dona de casa que preferiu não ter identidade revelada disse que se sentiu muito frustada e demorou se acalmar. Ela conta que pouco conseguiu dormir e comer depois do episódio.

A menina estuda no 7º ano da Escola Estadual Gabriel Hernandes.
Através de mensagens enviadas pelo WhatsApp, o professor “ a assedia, instiga e constrange, com o fim de com ela praticar ato libidinoso", diz um trecho do boletim de ocorrência.

A Diretoria Regional de Ensino de Catanduva esclarece por meio de nota que apesar do fato ter ocorrido fora do ambiente escolar, já tomou todas as providências necessárias.

Uma apuração preliminar foi aberta e, se comprovada, serão aplicadas as penalidades pertinentes.

Gilberto César Costa, delegado responsável pelo caso, disse que um inquérito policial foi aberto e as investigações estão sendo feitas.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.