MUNICÍPIOS

[Cidades][bleft]

GIRO PELO MARANHÃO

[Noticías do Maranhão][bsummary]

CATEGORIAS

[Categorias][twocolumns]

Vereadora Surama Martins parabeniza o Piauí por seu dia "viva a nossa gente ao nosso povo".

A vereadora Surama Martins de Guadalupe, por meio desta nota pessoal parabeniza o estado Piauí pelo seu dia.

Neste ano de 2019, o estado comemora o seu 197 maravilhosos anos nesta data. Dia especial para todos os filhos deste maravilhoso e abençoado Piauí.

Apesar do feriado de 19 de outubro comemorar o Dia do Piauí, a data não é lembrada por conta da criação do Estado. Existem uma série de datas que costumam confundir os piauienses e levam alguns a acreditarem que o feriado seja por conta do aniversário do Piauí.

Se fossemos tratar do aniversário, o Piauí já possui mais de 250 anos. A criação da capitania ocorreu em 1758 e a instalação oficial no ano seguinte. O Dia do Piauí na verdade marca a memória de uma das datas que marcaram o processo de independência do Estado.

O 19 de outubro diz respeito a aclamação da Independência, ocorrida em Parnaíba no ano de 1822, um mês depois do Brasil se declarar independente de Portugal.

No dia 22 de janeiro 1823, um outro ato de aclamação da independência também foi realizado no município de Piracuruca. Dois dias depois, a então capital Oeiras declarou a adesão oficial a esse processo.

No dia 13 de março do mesmo ano, ocorreu a Batalha do Jenipapo, em Campo Maior. Camponeses lutaram contra tropas portuguesas para garantir a liberdade.






UM LUGAR, UM SONHO
Piauí, lugar de fronteiras. Fronteiras não só de terras, mas fronteiras de tempo, de espaço, de culturas. Terra onde o passado e o presente se encontram e se perdem em seus detalhes, seus caminhos, suas belezas.

Terra de um passado de lutas, revoluções, terra berço, terra mãe do homem, homem piauiense, americano, brasileiro. Terra pisoteada pelo gado e pelos pés de homens que desbravaram um chão tão sagrado.

Lugar descrito em versos, cantos, lugar de mitos verdades e encantos.

Terra de vaqueiros, de delta, de encontro de águas turvas, cristalinas, encontro de histórias, versos, culturas, vidas e por que não de cajuínas?

Teu mapa não é só mais uma parte do Brasil, é a essência deste. É a essência da liberdade, da nacionalidade, do amor à pátria, à terra, ao chão.

Brasileiros podem não ser piauienses, mas piauienses são brasileiros de nome, de nacionalidade, de alma e de amor. Amor este que foi capaz de entregar vidas, sonhos, metas, a um sonho, a um desejo, a uma meta: a liberdade.

Foi esse amor por ti, Piauí, que reuniu homens de vidas simples, mas de alma e coragem especiais, únicas, inesquecíveis, imortais.

Ana Kaline Barbosa

Nenhum comentário: