Aprendendo a lidar com a solidão

Introdução: Uma pesquisa constatou que 78% sentiam solidão pelo menos parte do tempo e apenas 6% disseram jamais ter e sentido sozinhos. Charles Swindoll, escritor e locutor, descreve solidão como “a mais desolada das palavras”. Ninguém está imune ao seu impacto devastador.

Na Bíblia, o apóstolo Paulo, um dos mais destacados líderes da igreja primitiva, descreveu episódios de solidão em II Timóteo 4.6-21. Examinemos algumas causas comuns da solidão e sugestões de como lidar com ela.

ALGUMAS CAUSAS DE SOLIDÃO

Transições na vida – A vida envolve uma série de transições que vai desde o nascimento, até aposentadoria. Toda mudança na vida carrega a tendência para a solidão.

Separação – Podemos possuir todas as coisas e ter todo o dinheiro do mundo, mas estar sozinho numa ilha e sentir-se miserável. Fomos criados para estarmos uns com os outros. Alguns mudam de casa e ficam sem raízes. Separações em razão carreira, doenças, divórcios ou morte podem provocar solidão.

Oposição – Quando do nos sentimos atacados, ridicularizados ou criticados, há uma tendência para o recolhimento, que gera solidão.

Rejeição – Quando somos traídos, esquecidos ou abandonados, podemos sentir solidão. Uma de nossas maiores necessidades é a de sermos aceitos. Rejeição causa solidão.

Como você tem lidado com a solidão? Alguns tentam marcar encontros pela Internet ou se valem de outros meios para obter alívio. Certa Mulher que vai ao Psicólogo somente para ter “alguém” com quem conviver!

LIDANDO COM A SOLIDÃO

Utilize seu tempo – Resista à tentação de não fazer nada. Use seu tempo para cuidar de suas necessidades físicas, exercitando-se. Eclesiastes 3:12 -13.

Cuide-se mental, espiritual e socialmente – Não fique viciado em televisão. Leia bons livros e revistas. Cuide de suas necessidades espirituais, lendo a Bíblia. Ela proporciona orientação, instrução, encorajamento e esperança. Ore e passe algum tempo com pessoas que compartilhem sua fé. Cuide de suas necessidades sociais, cultivando amizades. Tome a iniciativa, mas seja generoso e paciente. Amizade leva tempo. Encontre alguém que esteja em pior estado do que o seu e ajude-o.

Minimize o sofrimento – Não fique remoendo o sofrimento em sua mente, vezes e mais vezes. Não se torne amargo nem rancoroso. Ninguém gosta de ficar perto de pessoas cínicas ou ressentidas. Aborde o problema, lidando com ele. Não lhe dê demasiada importância, mas ore a respeito.

Reconheça a presença de Deus – Onde está Deus quando nos sentimos sós? Deus está em toda parte. Não existe lugar onde estejamos que Ele também não esteja. Ele prometeu: “Nunca o deixarei, jamais o abandonarei” (Josué 1.5). Abra os olhos e reconheça a sua presença.

CONCLUSÃO: procure sempre a ajuda de alguém em que você confie e que seja realmente preparada para ajudar você nos momentos de angustia de dor.

Autor do texto Geciano Vieira

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.