"RECORDAR É VIVER", Prefeito do Piaui é acusado de usar dinheiro da FUNASA para se beneficiar


Matéria vinculada pelo portal Carta ACESSA PIAUÍ, traz uma grande denuncia contra o Ex-prefeito Manoel Emídio da cidade de Marcos Parente Piauí. Confira a matéria na integra abaixo.

Infelizmente é desta forma que eles querem se perpetuar no poder, para continuar surrupiando a população de Marcos Parente, é tempo de mudanças, chegou o tempo de dizer basta, a esta casta familiar

Documentos enviados ao liberdadenews.com por moradores de Marcos Parente Piauí a 348 km de Teresina, aponta que o prefeito do município, Manoel Emídio de Oliveira PSDB está usando o mandato para se beneficiar. Segundo a denúncia recursos da fundação nacional de saúde (Funasa), estão sendo utilizada para perfurar poços tubulares em propriedade de gestor e de seus familiares.

A reportagem do liberdadenews.com apurou que em dezembro de 2012 entrou em vigor convênio SIAFI (sistema integrado de administração financeira do governo federal) nº 674149, celebrado entre o ministério da Saúde e a prefeitura de Marcos Parente Piauí no valor de 1,2 milhão.

No dia 1° de novembro de 2013 entrou em vigor, após publicação no diário oficial dos municípios, o decreto nº 011 de 25 de outubro de 2013, no qual Prefeito Manoel Emídio teclar para fins de utilidade pública algumas áreas na zona rural para perfuração de poços tubulares com recursos garantidos pelo convênio.

Ao todo, foram 11 doadores de terrenos que passaram a ter poços em suas propriedades perfurados com dinheiros públicos. Dentre eles estão parentes do gestor Municipal, pessoas ligadas à sua família e o próprio Prefeito.

Além do suposto crime de responsabilidade, por utilizar recursos públicos para se beneficiar, Manoel Emídio de Oliveira é acusado por moradores de direcionar mal os benefícios segundo eles, o sistema de abastecimento de água não vai contemplar as comunidades rurais mais necessitados.

Os poços serão perfurados e equipados pela empresa Engipec engenharia e construção limitada, conforme contrato celebrado com a prefeitura no valor de 1.198,738 (um milhão, cento e noventa e oito mil e setecentos e trinta e oito reais).

No dia 8 de Abril deste ano, o governo federal deliberou a primeira parcela no valor de R$ 480 Mil. O caso já foi denunciado ao tribunal de justiça do Piauí, vara única da comarca de Marcos Parente Piauí, pelo vereador Valério Gustavo Dias Bonfim PTB a reportagem não conseguiu localizar um prefeito para prestar esclarecimento vírgulas mas o espaço permanece aberto.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.