Procurador Eleitoral pede investigação nas eleições de Marcos Parente


O Procurador Regional Eleitoral, Leonardo Carvalho Cavalcante de Oliveira, determinou uma investigação do resultado da eleição da cidade de Marcos Parente para constatar que o uso de fake news teria prejudicado o resultado da eleição no município.

No ofício com os fatos enviado para a 46ª Zona Eleitoral de Guadalupe, para que sejam adotadas as medidas, foi relatado que a divulgação de vídeos com cortes que distorcem os fatos pelo candidato, divulgado pelo prefeito eleito Gedison Alves Rodrigues em grupos do WhatsApp, teria prejudicado o resultado da eleição.

“As eleições municipais para prefeito de Marcos Parente foram prejudicadas por FAKE NEWS, divulgadas em vídeos, com cortes, feito para manipular a opinião pública, produzidos, em tese, pelo candidato a prefeito de Marcos Parente, Gedison Alves Rodrigues, e compartilhados em redes sociais Instragram, Facebook e em grupos do WhatsApp, nas vésperas da eleição, no dia 13 de novembro, por Erovan Trajano da Fonseca e também pelo próprio candidato a prefeito beneficiado”, diz um trecho do documento.

Segundo a Justiça Eleitoral, uma eleição poderá ser anulada caso for comprovado a interferência de fake news. Caso o Promotor Eleitoral entenda que os candidatos a prefeito e vice-prefeito eleitos, Gedison Alves e Iara Martins, foram beneficiados pela desinformação, poderá ser ajuizada uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) pedindo a cassação e a realização de novas eleições.

Entenda o caso

Na véspera das eleições, foi compartilhado um vídeo nas redes sociais afirmando que adversários teriam cometido crime de desvio de mais de 1 milhão e 700 mil reais, crime esse inexistente, segundo consta no processo de prestação de contas (nº 002998/2016) que ainda não foi julgado no TCE-PI. O caso foi considerado como fake news.

O vídeo divulgado se trata de uma sessão do TCE-PI que foi cortada e editada como uma propaganda eleitoral, introduzindo falas de um narrador e do próprio candidato. Informação do viagora

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.