Morre 2º envolvido no assassinato do segurança de Wellington Dias

 


Wanderson Vieira de Sousa, segundo envolvido na morte do cabo Francisco das Chagas Nunes, que prestava serviços ao Palácio de Karnak e fazia a segurança do filho do governador Wellington Dias, Vinicius Dias, durante uma tentativa de assalto em 2015, no bairro Ininga, foi executado com cinco disparos de arma de fogo na noite desta quarta-feira (07), por volta de 21h30, na Avenida das Hortas, na Região do Dirceu.

Segundo as informações do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), o homem foi atingido com cinco disparos nas costas e ainda chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos e morreu momentos depois. Ele foi encontrado com um simulacro de arma de fogo.

Os suspeitos estavam em um carro de passeio não identificado e se evadiram do local logo após o crime. Wanderson era conhecido da polícia e já havia sofrido um atentado recentemente.

A vítima era um dos suspeitos de participação no assassinato do cabo Francisco das Chagas Nunes, segurança do filho do governador Wellington Dias, Vinicius Dias, durante uma tentativa de assalto no bairro Ininga, no dia 5 de fevereiro de 2015.

Os policiais do 8º Batalhão de Polícia Militar do Piauí fizeram o isolamento do local e o Instituto de Medicina Legal (IML) removeu o corpo. O DHPP vai ficar responsável pelas investigações do crime.

Outro suspeito também foi executado

Um dos homens executados a tiros na Praça dos Skatistas no dia 29 de julho de 2017, na zona leste de Teresina, identificado como Pedro Henrique Araújo, de 20 anos, teve participação no assassinato do policial militar Francisco das Chagas Nunes, que prestava serviços ao Palácio de Karnak e fazia a segurança do filho do governador Wellington Dias.

Entenda o caso

Assaltantes assassinaram, na noite do dia 6 de fevereiro de 2015, com um tiro na cabeça, na avenida Raimundo Portella, bairro Ininga, a 100 metros do shopping Riverside, o policial Francisco das Chagas Nunes, militar do Palácio de Karnak que cuidava da segurança de Vinicius Dias, filho do governador Wellington Dias.Foto: ReproduçãoPolicial Francisco das Chagas NunesPolicial Francisco das Chagas Nunes

O segurança acompanhava Vinicius e um grupo de amigos que se dirigiam a um culto, quando foi anunciado o assalto. O policial reagiu e foi executado. O filho de Wellington Dias saiu ileso. Um menor que deu entrada baleado no Hospital do Dirceu foi preso como suspeito.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.