PLANTÃO POLICIAL

[Policial][bleft]

VARIADAS

[Categorias][bsummary]

CIDADES

[Cidades][twocolumns]

Professores e Prefeita de Guadalupe travam luta por pagamento de precatórios do FUNDEF.


Desde o ano de 2019 quando foi creditado em Conta da Prefeitura Municipal de Guadalupe, a quantia aproximada de 11 milhões de reais, que existe uma grande disputa entre os Professores e a gestão da Prefeita Neidinha Lima.

Isso porque já havia uma mobilização nacional para que os professores recebessem 60% dos valores dos precatórios do FUNDEF, tendo o Deputado Fernando Rodolfo do PL do Estado Pernambuco, se tornado o grande defensor dos direitos dos professores no Congresso Nacional, que acabou derrubado o veto do presidente Bolsonaro à Lei 14.057/2020.

Com a derrubada do veto se tornou uma obrigação legal o pagamento de 60% dos precatórios do FUNDEF aos professores, tendo o Sindicato dos Servidores Municipais de Guadalupe-Pi, se mobilizado e procurado a Prefeita Maria Jozeneide – Neidinha, para chegar a um entendimento.

Mas o que aconteceu foi que na reunião em que a Prefeita mandou somente seus assessores, estes informaram que dos 11 milhões iniciais, somente havia em conta 330 mil reais, o que foi uma notícia muito triste para os professores.

 Mas para surpresa de muitos os representantes dos SINDSERM de Guadalupe, descobriram que o Município recebeu ainda no ano de 2020, mais uma parcela de aproximadamente 10 milhões de reais, não tendo sido informado o recebimento desses valores para a categoria e nem para o poder legislativo do município.

A gestão da Prefeita Neidinha ainda não se manifestou sobre os valores que foram depositados e que estão a disposição do município de Guadalupe.

Os representantes do Sindicato dos Servidores Municipais e os vereadores de oposição estiveram reunido na noite de ontem dia 13/04, para discutir as ações para que os valores recebidos pelo município não sejam novamente desviados de sua finalidade.

Haverá hoje uma reunião online, onde foram convidados todos os vereadores da cidade e os professores, para discutir o direito dos professores no recebimento dos valores dos precatórios do FUNDEF.

Nenhum comentário: