Header Ads

Header ADS

“Caminho natural”, diz Georgiano Neto sobre possível candidatura a deputado federal


Caso seu pai, deputado Júlio César, concorra ao pleito em uma chapa majoritária, o parlamentar estadual coloca seu nome à disposição do partido para a vaga.

Eleito o deputado estadual pelo Piauí mais votado da história em 2018, Georgiano Neto (PSD) admite a possibilidade de disputar um mandato na Câmara Federal nas eleições do próximo ano, ocupando a vaga que hoje pertence ao seu pai, o deputado Júlio César (PSD). Informação Portal Cidade Luz

“Acredito que esse seja um caminho natural. O deputado Júlio César, optando por não disputar a reeleição e indo para a uma chapa majoritária, meu nome está à disposição do partido para disputar uma vaga de deputado federal”, disse o jovem pessedista ao O DIA.

Júlio César, presidente do diretório regional do PSD no estado, vem tentando emplacar a sigla em uma das três vagas majoritárias em disputa no próximo ano – governador, vice ou senador, preferencialmente na base governista, mas sem “fechar portas para ninguém”.


O principal argumento para conseguir sucesso no pleito é o crescimento eleitoral da agremiação, consolidada em 2020 quando conquistou a segunda maior quantidade de prefeituras piauienses, atrás apenas do Progressistas (PP), que tenta atrair a sigla para o seu palanque.

Proporcionais

Além das articulações em torno da majoritária, o PSD também se organiza para ampliar consideravelmente o tamanho da sua bancada na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) e de número de deputados federais eleitos no estado.

Diferente de partidos como o MDB, que apesar de ter a maior bancada no parlamento estadual tem visto alguns deputados preocupados com a dificuldade para conseguir a reeleição no próximo ano, o PSD garante que está encaminhando candidaturas fortes. “Temos nos organizado visando as eleições de 2022.


Vamos formar chapas proporcionais e nossa expectativa é que elas sejam competitivas, com condições de eleger no mínimo quatro deputados estaduais e dois deputados federais”, concluiu Georgiano Neto.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.