O delegado Lucy Keiko disse, "Quando se mata um policial afronta todo o Estado",


O delegado geral da Polícia Civil do Piauí, Luccy Keiko, afirmou em entrevista ao GP1 nesta terça-feira (11) que os autores do assassinato do 3º sargento Tadeus Ferreira de Sousa serão devidamente identificados e presos. O policial foi morto na porta de casa durante um assalto no bairro São Pedro, zona sul de Teresina.

“Primeiro queria lamentar o fato que é muito triste, nós nos solidarizamos com a família do policial. Nós colocamos uma equipe para elucidar esse crime com a maior brevidade possível e prender os autores do crime. Quando se mata um policial você está afrontando o Estado. Algo muito triste, mas certamente daremos a resposta devida”, afirmou o delegado. GP1 informação

Delegado Luccy Keiko

Questionado sobre o aumento da violência na Capital, após o registro de vários tentativas de homicídio e execuções na Capital, o delegado geral disse que ainda não é possível fazer uma conexão entre os crimes, mas ressaltou que as forças policiais darão uma resposta ao aumento da criminalidade na cidade. Na tarde desta segunda (10), um delegado aposentado da Polícia Federal foi baleado no bairro Ininga, na zona leste de Teresina.

“Não dá para fazer conexão com nenhum outro fato, se realmente se comprovar que se trata de um roubo seguido de morte, temos que combater os crimes de roubo, porque quanto mais roubos mais as chances de ocorrer um latrocínio. Foram fatos bem próximos, ontem um colega da Polícia Federal foi baleado e hoje infelizmente foi o policial militar. Isso acende uma luz e veremos quais estratégias para que os distritos passem a apurar esses roubos com maior eficiência e maior frequência”, declarou.

Entenda o caso

Um 3º sargento do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual do Piauí (BPRE), identificado como Tadeus Ferreira de Sousa, foi assassinado com três tiros na porta da sua residência durante um assalto na Rua Piripiri, no bairro São Pedro, zona sul de Teresina, na manhã desta terça-feira (11).


Segundo o capitão Mábio Cardoso, do 1º Batalhão de Polícia Militar do Piauí, o sargento estava chegando do serviço, por volta de 6h, quando foi abordado por dois suspeitos em uma motocicleta na calçada de casa. A PM acredita que os criminosos abordaram a vítima e já foram efetuando os disparos contra o policial, que estava fardado e foi atingido com três tiros, um em cada braço e outro na lateral esquerda das costas.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.