O Globo chama violência em atos de ‘conflito pontual’ e é criticado


Um artigo do site do jornal O Globo, publicado neste domingo (4), que classificou como “conflito pontual” os atos de violência promovidos durante a manifestação realizada no sábado (3), contra o governo do presidente Jair Bolsonaro, causou revolta nas redes sociais e motivou diversas críticas contra a publicação.

Artigo de O Globo chamou violência de conflito pontual Foto: Reprodução

O texto, publicado na coluna Sonar, traz como título “Nas redes, Bolsonaro e aliados criticam manifestações por conflito pontual com policiais”. Ao longo do artigo, são enumeradas as manifestações do presidente e de apoiadores contra a violência nos atos, enquanto os autores exaltam o que chamam de “caráter pacífico de toda a manifestação”.


Nos comentários do artigo no Twitter, diversos usuários questionaram o posicionamento do jornal a respeito do vandalismo e da violência contra os policiais durante a manifestação, além de lembrarem que essa não foi a primeira ocasião em que atos mobilizados por grupos de esquerda terminaram em confusão.




PRESIDENTE SE POSICIONOU

O presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais em duas ocasiões para questionar a violência nas manifestações. Na noite de sábado (3), ele compartilhou fotos que mostravam confrontos entre militantes e policiais nos atos realizados em São Paulo, e afirmou que a motivação nunca foi a “saúde ou democracia, sempre foi pelo poder”.

– Nenhum genocídio será apontado. Nenhuma escalada autoritária ou “ato antidemocrático” será citado. Nenhuma ameaça à democracia será alertada. Nenhuma busca e apreensão será feita. Nenhum sigilo será quebrado. Lembrem-se: nunca foi por saúde ou democracia, sempre foi pelo poder – escreveu ele, na ocasião.


Já no início da tarde deste domingo (4), ele voltou a fazer críticas sobre a violência dos manifestantes durante os atos organizados pelos partidos e movimentos de esquerda. Desta vez, porém, o líder também direcionou suas críticas aos grandes veículos de imprensa.

– Aos 36 segundos [de um vídeo publicado por Bolsonaro na postagem] um policial militar é atingido quase mortalmente por uma pedra. Esse tipo de gente quer voltar ao poder por um sistema eleitoral não auditável, ou seja, na fraude. Para a grande mídia, tudo normal – questionou o chefe do Executivo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.