"Influência" de Ciro Nogueira no PP é questionada após derrota da PEC do Voto Impresso


O deputado federal Luiz Lima, do PSL do Rio de Janeiro, questionou a influência do ministro-chefe da Casa Civil Ciro Nogueira após a derrota da PEC do Voto Impresso no plenário da Câmara dos Deputados. O questionamento foi feito durante discurso na Casa legislativa.


"Senador Ciro Nogueira, ministro da Casa Civil, cadê a sua influência no PP? Por que o senhor não telefonou para os seus partidários e orientou "sim"? Presidente [da Câmara] Arthur Lira, que nós apoiamos, PL, do governador Cláudio Castro, do Rio de Janeiro, que abraça o Garotinho na região norte do Estado do Rio de Janeiro e abraça o presidente Bolsonaro — ou é Vasco ou é Flamengo, ou é Vasco ou é Fluminense —, cadê a força de vocês? Ser base do Governo assim é muito fácil", tascou.


"O PSL, com todos os problemas, 47 deputados federais do PSL votaram a favor do voto impresso", lembrou.


E continuou: "Aonde eu quero chegar, pessoal? Cinquenta e quatro Deputados destes partidos, PL e PP, que se dizem base do Governo, votaram contra o Governo. Esses votos seriam fundamentais para que chegássemos aos 308 votos", necessários para aprovação da PEC na votação em 1º turno.


PIAUIENSES DO PP VOTARAM CONTRA O GOVERNO

Tanto a deputada Margarete Coelho quanto Átila Lira, ambos do partido de Ciro Nogueira, o PP, votaram contra a PEC do Voto Impresso. Já Iracema Portella votou favorável.

Para o deputado Luiz Lima "a votação [da PEC do Voto Impresso] serviu para demonstrar quem está com o Governo e quem não está".

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.